O impacto do Coronavírus nos negócios

Desde o começo do ano o Coronavírus ou Covid-19 é pauta diária na vida de quase todos ao redor do mundo.

E muito provavelmente você já foi de alguma forma impactado por ele.

Seja por meio de uma inundação de mensagens sobre o tema nas suas redes sociais, mudança de planos em relação a viagens, ou até mesmo nos negócios.

E é justamente sobre esse último ponto que queremos falar.

Qual será o impacto do corona nos negócios ao redor do mundo?

Verdades e Mitos sobre o Coronavírus

Antes de mais nada é importante que comecemos entendendo o real impacto do corona do ponto de vista médico, ou seja: qual o impacto nas vidas de quem é infectado.

E na prática esse impacto é bastante limitado.

Apesar de ter sim uma taxa de fatalidade superior ao da gripe comum e um elevado grau de infecção e transmissão, os riscos em caso de contaminação pelo corona é praticamente nulo a menos que a vítima já faça parte de um dos dois principais grupos de risco:

  • Pessoas idosas
  • Pessoas com condições prévias

Assim, apesar de ter uma taxa de infeção elevada, mesmo quando comparado a episódios anteriores como SARS em 2003 conforme o gráfico abaixo:

 

Comparação entre o número de casos da SARS e do Novo Coronavirus nos primeiros 30 dias | Fonte: G1

 

Quando avaliamos o impacto em risco de mortes, temos não só uma situação onde o corona se mostra muito menos impactante:

 

Taxa de letalidade da SARS vs Coronavirus | Fonte: CNN

 

Como também, uma concentração de risco em grupos específicos da população como já dito anteriormente, e visualmente exposto no gráfico comparativo abaixo, onde podemos ver a taxa de letalidade da gripe comum, quando comparada ao corona.

 

Comparação entre a taxa de letalidade da Gripe Comum e do Coronavirus | Fonte: Business Insider

 

Desse modo, com base nos dados disponíveis até o momento, é razoável concluirmos que o risco de um impacto significativo em vidas causado pelo corona é baixo.

E assim temos uma nova pergunta: qual o motivo do pânico?

O efeito da mídia e o medo do desconhecido

É seguro dizer que hoje a maior parte do que faz as pessoas se sentirem com medo do corona é uma mistura de medo natural do desconhecido, que faz parte da natureza humana, e de uma onda de desinformação seletiva por parte da mídia.

Aprenda com os melhores mentores do Brasil

Assine o G4-Lives e tenha acesso a dezenas de horas de gravação de lives sobre diversos assuntos com alguns dos maiores empreendedores e gestores de negócios do Brasil.

Não é segredo que notícias ruins vendem jornais, e esse efeito é inclusive demonstrado por uma pesquisa feita pela Outbrain, e publicada pela Bussines2Community, que mostra que clicamos 30% mais em notícias com manchetes negativas ou pessimistas.

 

Estudo sobre como diferentes chamadas impactam o CTR de artigos na internet | Fonte: Outbrain, Business2Community

 

Some isso ao medo natural do desconhecido, que é explorado no campo das Ciências comportamentais, e explicado no artigo “Fear of the unknown: One fear to rule them all?” de R. Nicholas Carleton, e temos a tempestade perfeita.

Um novo vírus sobre o qual a maioria das pessoas ainda não possuem conhecimento, e manchetes negativas exagerando ou focando exclusivamente em questões negativas.

Os impactos reais do Corona

Porém, é importante ressaltar que apesar da maior parte dos impactos do corona não terem ligação direta com as mortes causadas por ele, isso não significa que tais impactos não sejam reais.

No momento em que essa matéria está sendo escrita, pouco mais de 4.500 pessoas já morreram em decorrência da doença, e provavelmente essa é uma perda inestimável para os parentes e entes queridos dos que se foram.

Além disso, o impacto econômico do medo e da histeria causada ao redor dessa história já é real.

Durante os meses de Janeiro e Fevereiro, a China que hoje é um dos grandes motores de crescimento global entrou em lockdown, em reduzindo drasticamente o seu consumo e produção.

Esse impacto foi tão grande que até mesmo a qualidade do ar do país foi afetado, devido a redução de CO2 emitido em função da parada.

 

 

Nível de CO2 no ar na China em 2020 | Fonte: NASA/Joshua Stevens, using modified Copernicus Sentinel 5P data processed by the European Space Agency.

 

Essa parada deve vir a afetar toda uma cadeia de suprimentos, mesmo que com algum delay, causando assim impacto real no PIB global como vimos em 2003 com a SARs.

 

Impacto da SARS no PIB Global | Fonte: Reuters

 

Além disso, como falamos anteriormente, mesmo que os motivo para o pânico sejam altamente questionáveis, as pessoas em sua grande maioria ainda devem agir de forma aparentemente irracional.

O que significa que não seria surpresa ver atrasos para fechamento de negócios, cancelamento de viagens, redução de gastos, e por fim, mas não menos importante, um aumento significativo de demanda no sistema de saúde global, que não está preparado para isso.

Essa combinação de fatores deve causar transtornos em todo o mundo, e no caso do Brasil em específico, com o surgimento dos primeiros casos nas últimas semanas, e com a expectativa de aumento nos números, deve impactar e atrasar a recuperação econômica pela qual o país passa.

Nesse sentido, a combinação de uma economia já fragilizada e ainda em recuperação, com uma crise de impacto global, tendem a amplificar o impacto econômico do Corona no país, mesmo que em termos de impacto em vidas, o dano seja tão limitado quanto no resto do mundo, ou até mesmo inferior, visto que segundo estudos o clima mais quente tende a reduzir o contágio pelo vírus.

O que fazer para minimizar o impacto do Coronavírus no seu negócio?

E assim chegamos ao nosso objetivo final: discutir como empreendedores, líderes e gestores podem se preparar para enfrentar o impacto do corona em seus negócios.

Nessa semana, a Sequoia Capital – maior Venture Capital do mundo – publicou uma carta, onde fez comentários direcionados aos empreendedores investidos pelo fundo, e como lidar com o Corona.

No texto além de algumas reflexões, o fundo faz sugestões que gostaríamos de reforçar e comentar.

Garanta que você tem recursos para enfrentar esse período

Negócios com maiores disponibilidade de caixas, e margens em suas vendas normalmente são melhores posicionados para encarar períodos de turbulência.

Por isso, é importante que você tenha caixa para arcar com seus custos considerando uma queda nas receitas.

Caso veja que seus recursos atuais podem não ser o suficiente para isso, busque o quanto antes reforçar as suas disponibilidades, seja por meio de captação de capital, empréstimos se aproveitando das atuais taxas de juros reduzidas, ou simplesmente renegociando suas dívidas e compromissos quando possíveis para aliviar os desembolsos ao longo dos próximos meses que devem ser os mais conturbados.

Reveja sua cadeia de suprimentos

Como falamos anteriormente, diversas cidades na China entraram em lockdown, assim, caso você tenha fornecedores ou clientes no país, provavelmente seu planejamento será impactado.

Além disso, medidas similares estão sendo tomadas na Europa onde o corona está começando a se espalhar, de forma similar ao que aconteceu na China algumas semanas atrás.

Por isso, a nossa recomendação é que você reveja o seu planejamento e como isso pode te impactar.

Reveja suas previsões de venda

Além do impacto do ponto de vista de parada de produção, o medo causado pelo corona pode impactar ao menos no curto prazo hábitos de consumos e interesse das pessoas.

Menos viagens, menos passeios, menos interações, tudo isso tende a causar um impacto negativo em diversos tipos de negócios.

Por isso é interessante que você visite o seu planejamento de vendas e simule cenários de quedas bruscas de vendas nos próximos meses, e entenda o que isso significa para o seu negócio.

Reveja o seu plano de marketing

Um impacto direto na disposição das pessoas em gastar, gera obviamente um impacto no LTV que o seu negócio está gerando com cada cliente, o que por consequência impacta o CAC que você pode investir para atrair novos clientes.

Além disso, uma mudança de foco, ou seja, de onde as pessoas estão interessadas e olhando pode impactar os seus esforços e custos de marketing.

Por isso, recomendamos que você revise seu planejamento, campanhas e budget, e mantenha um controle mais rígido para reduzir os seus riscos.

Investimentos e contratações

Em um cenário onde uma queda mesmo que momentânea nas vendas não seria uma surpresa, revisar planos de expansão de investimentos e contratações é normalmente uma boa ideia.

A menos que você tenha muita confiança de que o seu negócio não sofrerá de forma significativa com o Corona, é recomendável que você postergue planos mais agressivos de investimento, e mesmo contratações não essenciais.

Mantenha a calma

Por fim, a nossa recomendação mais importante é que você mantenha a calma e racionalidade.

Sim, o corona provavelmente vai causar algum impacto de curto prazo nos seus negócios, porém, dificilmente veremos sequelas graves ou de longo prazo.

Novamente, quando olhamos para o passado e analisamos o que aconteceu em 2003 no caso da SARS, vemos que apesar do impacto de curto prazo, a economia se recuperou rapidamente, e em menos de 1 ano as coisas já haviam voltado ao normal.

 

Tempo de recuperação da economia Chinesa após o surto da SARS | Fonte: CICC Research

 

Desse modo a grande lição que a história nos dá, é que você deve evitar tomar medidas precipitadas.

Porém, você deve sim, se preparar para um período com potencial de redução de resultados e tomar o curso de ação necessário para se adaptar.

Veja esse momento como um teste de stress e uma oportunidade para que você repense pontos importantes no seu negócio, como custos, investimentos e até mesmo parcerias e cadeia de suprimentos.

Afinal, mesmo que a probabilidade do corona te tirar do jogo seja pequena, a possibilidade de você se auto sabotar ao agir de maneira precipitada nesse momento, é real.

Assim a calma e racionalidade, com ações baseadas em dados e não em emoções deve prevalecer.

Compartilhe a sua opinião

Continue Lendo: Outros artigos que você pode gostar

No Gestão 4.0 nossa missão é ajudar gestores e líderes de negócios a inovarem e gerarem mais resultados.

Se você quer aprender com alguns dos melhores empreendedores do país, preencha o formulário e receba nossos conteúdos gratuitos.

Descubra como você pode se tornar um Gestor 4.0

Esse artigo te ajudou?

Então confira as lives especiais que estamos fazendo em nosso perfil para ajudar os empresários a superarem esse momento!