O maior risco de todos

Billions, 2ª temporada, 5º episódio.

Bobby Axelrod (Axe), o personagem principal convoca todo o time do seu fundo de investimentos, para que eles dêem “ideias”.

A situação é dramática, porém simples.

O fundo precisa gerar mais retorno aos investidores, porém, não sabem como.

E claro, Axe fica furioso a medida que cada membro do time segue a lógica do “Playing safe”.

Veja, não é que o fundo esteja “indo mal”, apenas, não vai tão bem quanto já foi no passado, e isso precisa mudar.

Porém, cada membro do time está com medo de arriscar.

Afinal, por que tomar riscos maiores do que o estritamente necessário, e perder um “bônus seguro”?

Ao fim da cena, Axe furioso, lembra ao time, que qualquer empresa é tão boa quanto a sua sequência de vitórias.

Em um mundo cada vez mais dinâmico, não tomar riscos, é o maior risco de todos.

E é justamente por isso, que enquanto empreendedor ou gestor você precisa ser capaz de analisar a situação onde você se encontra e escolher conscientemente quais riscos tomar.

Essa visão também é compartilhada por grandes nomes como Jeff Bezos, e Guilherme Benchimol para dar um exemplo brasileiro.

Pode parecer lógico que um negócio precisa evitar riscos, porém, ao fazer isso com todos os riscos possíveis, você está na verdade, correndo o maior de todos: o risco de se tornar irrelevante.

Diferente do que a maioria das pessoas pensa, risco não se refere à perdas, mas sim, a incertezas.

Quanto maior a incerteza, maior o risco.

Porém, isso vale para os dois lados.

Ao tentar algo novo, você corre sim o risco de “perder”, mas ao mesmo tempo “corre o risco de ganhar”.

Assim, a partir do momento em que você para de assumir riscos de forma ativa e consciente, você vira um total refém das probabilidades.

Talvez algo aconteça, e isso seja positivo para você.

Talvez algo aconteça, e isso seja negativo para você.

Mas somente quando você é o tomador de decisão sobre quais riscos assumir ou não, você pode fazer com que a balança da incerteza tenda para o seu lado.

Somente quando você escolhe quais riscos correr, define a sua perda máxima, e então tenta ativamente fazer dar certo, você pode realmente dizer que está buscando evoluir e crescer.

Lembre-se sempre, não se trata de não correr riscos, mas sim, de saber quais riscos correr, e que no fim do dia, não correr risco algum é o maior risco de todos.

Compartilhe esse artigo

Compartilhe a sua opinião

Continue Lendo: Outros artigos que você pode gostar

No Gestão 4.0 nossa missão é ajudar gestores e líderes de negócios a inovarem e gerarem mais resultados.

Se você quer aprender com alguns dos melhores empreendedores do país, preencha o formulário e receba nossos conteúdos gratuitos.

Descubra como você pode se tornar um Gestor 4.0

Conteúdo sobre negócios, marketing e vendas no seu celular