Quanto vale o seu tempo?

Navegue Pelo Artigo

Uma das principais lições que aprendi na vida foi o valor do meu tempo.

O quanto vale tentar aprender algo, vs contratar alguém que já sabe?

O quanto vale prolongar uma discussão vs ir pelo caminho do “Disagree but commit” do Jeff Bezos?

O quanto vale…. bem, você já entendeu não é mesmo?

Como tudo na vida, alocação de tempo é uma questão de escolhas.

E como toda escolha, o contexto importa.

Nos últimos meses por exemplo, escolhi alocar muito do meu tempo em questões operacionais, pois entendi que nesse contexto, era algo que geraria maior retorno do que buscar uma nova pessoa para o time, ou treinar alguém que já faz parte dele.

Afinal, durante uma crise, você precisa buscar alguns ganhos mais rápidos, e tanto treinamento quanto recrutamento passam por uma curva de amadurecimento.

Porém, passado o momento mais crítico, voltei a alocar a maior parte do meu tempo nas missões estratégicas da empresa, afinal, não dá para viver sempre em “modo sobrevivência”.

E aqui, é o ponto onde gostaria de te convidar para uma reflexão: como você tem avaliado o uso do seu tempo?

  • Você tem ponderado onde dedicar suas horas com base no melhor retorno?
  • Você tem usado o contexto da situação para avaliar isso?

E claro, você tem reavaliado regularmente essas decisões com base no contexto onde você está inserido?

Como falei anteriormente, mesmo sendo um gestor em posição estratégica, em alguns momentos você precisa voltar a assumir funções operacionais.

Da mesma forma, você também precisa pensar na situação inversa.

Onde mesmo sendo a melhor pessoa para entregar uma atividade operacional, você deveria deixar elas de lado, e permitir que seu time amadureça em seu próprio tempo, enquanto você assume funções estratégicas com retornos de longo prazo.

Por fim, um último momento onde costumo fazer essa reflexão é nos estudos.

Você não só precisa saber quando é melhor aprender uma nova habilidade vs contratar alguém que já sabe.

Como também, precisa entender quando é melhor “se virar” e aprender por conta própria, vs pagar para aprender de forma estruturada e organizada.

E por algum motivo que nunca entendi bem, a maioria das pessoas não gosta de pagar para aprender.

Fala que “tem de graça na internet”, é só seguir aquele perfil no Instagram.

Mas e o tempo para buscar, filtrar e organizar informação confiável, atualizada e realmente útil?

Diferente do que dizem, tempo não é dinheiro, ele é algo muito mais valioso.

Dinheiro é algo abundante e disponível, porém seu tempo é finito, e cada minuto gasto é um minuto que nunca mais voltará.

Assim, se você puder usar dinheiro para economizar tempo, a escolha deveria ser sempre óbvia.

Novamente: quanto vale o seu tempo?

Gostou? Compartilhe

Compartilhe esse artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continue Lendo: Outros artigos que você pode gostar

No Gestão 4.0 nossa missão é ajudar gestores e líderes de negócios a inovarem e gerarem mais resultados.

Se você quer aprender com alguns dos melhores empreendedores do país, preencha o formulário e receba nossos conteúdos gratuitos.

Descubra como você pode se tornar um Gestor 4.0

Confira mais conteúdos do G4 no Instagram

×