Um dia de cada vez

Muitas pessoas gostam de pensar no que vai mudar daqui 10 ou 20 anos.

Jeff Bezos por outro lado, diz preferir pensar no que não vai mudar nesse horizonte de tempo.

Porém, pouco se fala sobre o poder de pensar no agora.

Como diz o ditado, toda caminhada começa no primeiro passo.

E ao pensarmos no agora, estamos focando justamente nisso.

Naquele primeiro passo que é o que vai nos tirar da inércia, que é justamente o momento mais difícil de qualquer jornada.

Talvez, você esteja agora se questionando e falando que pensar no amanhã é fácil, que o desafio de verdade é a construção de uma visão de longo prazo.

E realmente, esse exercicio pode ser sim, bastante desafiador.

Pensando nisso, eu gostaria de te fazer um convite: pare de ler esse texto por alguns momentos e busque e veja a sua agenda.

O quanto dos compromissos desta semana até aqui foram planejados?

E a semana que vem? O quanto da sua agenda já está planejado para aumentar a sua eficiência, e o quanto está “aberto” esperando o próximo incêndio acontecer?

Com a devida licença poética, coloco aqui a minha agenda, onde tenho todos os dias um horário para leitura, e outro para prática de exercícios.

Graças a esses dois horários bloqueados na agenda, garanto que estarei consistentemente cuidando da minha saúde física e mental ao longo do tempo.

Por meio dessa decisão simples de colocar a leitura e os exercícios na agenda, não deixo para a sorte decidir quando vou aprender mais, ou quando vou me cuidar para conseguir manter a alta performance necessária para realizar meus objetivos de longo prazo.

Muitas vezes nos focamos tanto no que parece ser a tarefa mais complexa e desafiadora, que nos esquecemos do básico.

Porém, se não conseguirmos planejar, e cuidar daquilo que está a poucas horas de distância no futuro, como podemos ter a quase arrogância de querer planejar os próximos dez anos?

Sim, na correria do dia a dia imprevistos acontecem, e quase que rotineiramente precisamos fazer ajustes nos nossos compromissos.

Atrasos no trânsito, reuniões desmarcadas, um mal estar súbito, etc, tudo isso pode – e normalmente vai- nos forçar a abandonar o plano original e nos adaptarmos.

Entretanto, imprevistos também acontecem no longo prazo, e mesmo assim, não deixamos de pensar na importância desse planejamento.

Assim, a sugestão de hoje é simples; aproveite o final de semana para parar e refletir: o quão bem você está cuidando do seu hoje?

Lembre-se sempre, o longo prazo é a soma de “vários períodos de curto prazo”, e assim sendo, é impossível que nossos planos de 10 anos sejam concretizados, se não cuidarmos de pelo menos a maior parte, dos planos de 1 dia.

Compartilhe esse artigo

Deixe uma resposta

Continue Lendo: Outros artigos que você pode gostar

No Gestão 4.0 nossa missão é ajudar gestores e líderes de negócios a inovarem e gerarem mais resultados.

Se você quer aprender com alguns dos melhores empreendedores do país, preencha o formulário e receba nossos conteúdos gratuitos.

Descubra como você pode se tornar um Gestor 4.0

Conteúdo sobre negócios, marketing e vendas no seu celular